Quem sou eu

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Apenas uma declaração de amor

Apenas uma declaração de amor

Você,

Que do barco à deriva faz porto seguro

Meu amor, meu príncipe,

Que num único beijo

Me desperta do sono profundo

E me tira do vale das desilusões.

Teus olhos são como chamas de fogo

Que aquecem a minha alma

Nos frios invernos existenciais.

Teu hálito é como pólen ao vento

Faz florescer o jardim da minha vida.

Tuas mãos macias de ternura

Guiam-me pelo caminho da vitória

Para que eu vença a mim mesmo.

Teus braços me envolvem e me sustentam

Assim como o infinito abraça a órbita da Terra.

Teu abraço me faz delirar

Apaga tudo ao meu redor

E naquele ínfimo momento

Só há Você e eu

Ao som do canto dos pássaros.

Dançar com Você

É levitar até o sem fim das estrelas.

Tua palavra é como um sussurro

Que penetra a minha alma e cura as feridas.

Teu Amor é inexplicável,

Louco,

Alucinante,

Inebriante

Indecifrável

Indefinível...

Quebra vidraças,

Rompe grades,

Derruba barreiras,

E invade meu ser

Num ápice de emoções.

A Tua presença

Entra por todos os orifícios da minha cabeça

E me faz renascer.

Faz com que cada molécula do meu corpo

Dance no ritmo da Tua luz.

Onde Você chega,

Tudo se faz Vida,

E assim me sinto menos pó, menos só.

Agradeço a Deus por Tua existência.

Jesus eu te amo.

By Fran

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Licença Creative Commons
A obra Im{agem} de D{eus} de Francismara Guimarães Duarte foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada